Amor a além de mares, e de imagens

4e61df0b2d311e5534e873598e8f0d55
Texto – amor

Você não sabe, eu detesto escovar á língua, sempre deixo um cantinho das unhas dos pés sem cortar, e no fim de semana passada, comi mais chocolate e refrigerante do que deveria. Você me espera, eu te espero, e isso já faz muito tempo. Em cima de um avião, você não sabe o que eu sinto, o que estou fazendo antes de dormir e quais as minhas lojas preferidas que visito. Eu sei o que você esta fazendo. Está  salvando pessoas no mar, procurando perdidos, ou tentando encontrar qualquer vestígios de alguma tragedia.

Porém, nos já sabemos algumas coisas. Como por exemplo que trabalho em um blog, e que no dia que nos conhecêssemos naquela viagem, você estava maravilhosamente de ferias, mas quando você colocou seu uniforme de trabalho, você estava ainda mais maravilhosamente indo trabalhar. E eu me senti segura. Não porque eu sabia que eu teria alguém para cuidar de mim. Mas me senti segura porque eu encontrei alguém, e que eu sabia também que este alguém, sabia o que eu queria, e preencheu o espaço que só faltava ser preenchido por ele.

Foi assim, que depois de tudo isso que aconteceu, constantemente você me envia cartas, mensagens do Whatszapp e emails quando está mais longe e não pode falar. Quando quis dizer mais coisas, que em uma mensagem de Whatss não cabia, disse coisas como desabafos, e por meio delas, me senti como se estivesse crescido ao seu lado. Descobri algumas de suas fraquezas como o medo de cobras no rio e de perder coisas que guarda fielmente em uma casinha em Salvador. Eu acredito em você, e com tudo isso, construo sua imagem nos meus pensamentos, em todas as manhãs.

Não sei se isso algum dia, vai dar em alguma coisa, mesmo que você continue dizendo que já é alguma coisa. Mas eu não te vejo, não te toco, não sinto sua respiração de manhã. Tudo isso me torna frágil, e insegura. Me desculpe se estou sendo irreal, mas no calendário, tem data de aproximação, e eu temo que ela chegue mais rápido, do que está previsto.

Não que de certa forma, seja difícil de você entender. Até porque eu sei, que você sente o mesmo. Não dá para tolerar, palavras. Um amor não vive de palavras, mesmo que se tente. Eu preciso de muita coisa, e você também. Viver do lado de alguém que se ama, é como ter alguém para amar. Caso contrário, preciso continuar acordando, e imaginar sua imagem e suas qualidades, atrás de suas cartas, no meu pensamento.

 

Anúncios

Ser feliz, é amar?

14429269_948511701924708_874172506_n

Olá!

Eu sou o tipo de pessoa que entende que o amor, é um das coisas mais maravilhosas e essenciais que a vida pode proporcionar. Sabe, amar é demais. Traz de tudo de bom, em qualquer momento da vida, bom ou ruim. Ela vêm e transforma tudo. Coloca sorrisos no rosto das pessoas, muda comportamentos e faz nossos olhos enxergar a vida por outra perceptiva. Porém, o amor muitas vezes de tão poderoso, quer ser maior que tudo, quer ser maior do que outras esferas da vida. Esferas que são também tão essências quanto, que quando não existem, é como um corpo sem perna, ou sem orelhas.

Colocar o amor acima de tudo, não é sinal de felicidade. Não para mim. Pode ser aquele amor que traga a felicidade tão rápido, tão grande, tão esplendido quanto qualquer outro sentimento. Mas não é tudo. Nunca será. E custo fazer que as pessoas entendam isto. Já conheci pessoas que abandonaram seus filhos por um amor, filhos que não visitam mais seus pais porque só tem olhos para o seu amor, por exemplo. São pessoas que não conseguem fazer a ponte entre o amor, e mais as outras coisas também maravilhosas que a vida proporciona. 

Eu custei para entender isto. Os meus relacionamentos eram demais para mim, e principalmente, perdi muitos amigos por conta disto. Acabei deixando de falar com eles, quando eu me envolvia com garotos. Então, quando realmente um destes relacionamentos pendurou por um longo tempo, acabei foi é perdendo totalmente eles. Se eu me arrependo? Com certeza. Não é tarde para reatar, mas as coisas mudam, a vida muda, tudo muda, e quase sempre, é difícil voltar e recuperar o tempo perdido. Porque o tempo não perdoa, infelizmente. Não dá pra negar. 

È assim que as pessoas percebem o quanto erraram, quando a correia aperta. Quando os pais morrem ou ficam doentes, quando não tem mais amigos para conversar, quando os filhos já estão grandes o bastante para conversar sobre determinadas coisas…. tudo vai. E vai doer, ah se vai!

Mas uma coisa é certa: nunca é tarde para aprender. Mesmo que aprenda um dia, e erre de novo, e de novo, e de novo… Só é importante nunca deixar a  corrente quebrar, entre você e seu bom censo. Autoconhecimento muda muito as coisas. O amor? È só mais um elo da vida. Como trabalhar, visitar a família, e levar os filhos ao passeio. Não dá para colocar mais carne no prato pra um, e menos para o outro. Todos são importantes. Todos vão fazer falta um dia. 

linha

Leia também:
A insuficiente jornada
Preciso me reencontrar
O caipirão da fazenda

Sobre vida de casada {1}: Dê privacidade

09340f5027ecb0d85fe5f1f5b85ca971

Há muitas maneiras, de você definir o que é uma vida de casada, o que fazer na vida de casada e como tudo acontece nestes relacionamentos á dois. Porém, existem muitas coisas que mesmo de forma induzida, são fatores necessários para uma boa convivência. Uma delas, por exemplo, é a questão da privacidade. Mesmo que casados, na qual consiste em uma união, uma aliança, não necessariamente quer dizer se tornarem um só. Ainda é você, e o outro, ainda é o outro.

Isto foi muito difícil para mim. Por muito tempo, vida de casados na minha opinião, era  duas pessoas, que se completam. No entanto, com o tempo entendi que não, não se deve completar, mas sim somar. Você não pode ser outra pessoa em um relacionamento, ou uma pessoa a mais, ou uma pessoa a menos, você ainda tem que ser você. Será você, sempre. Aquela mesma pessoa solteira, casada, viuvá ou separada. Isso é ser privativo. Isso é você nunca deixar escoar sua privacidade.

Uma maneira de você distinguir, se deixou ou não, que sua privacidade fosse reduzida, pergunte-se a si mesma: o que eu faço a partir de agora, e o que deixei de fazer, após ter me casado? Se a resposta for, muitas coisas que deixou de fazer,  coisas que fazem falta, coisas que você gostava, coisas que faziam parte do seu cotidiano, saiba que você esta abrindo mão da sua privacidade. Agora, se você ainda mantem todas as coisas que amava fazer, e ainda descobriu coisas melhores, saiba também que você não está errada.

Muitas vezes, o parceiro não entende algumas privacidades do outro. Isso é normal. Não se sinta casada com alguém que não lhe entenda ou aceita. Somos pessoas diferentes, não se dá para concorda e dar bandeira branca para tudo. Por isso, que cada coisa deve ser pesada na balança. Muitas coisas são toleráveis, outras não. Cabe o bom senso de cada um, sobre os limites da privacidade em um relacionamento.

Mesmo que difícil, nada é impossível. Saiba que, se você e seu parceiro passam por isso, tente ao máximo melhorar esta situação. Pois, um dos motivos de muitas separações, é a falta de privacidade. Repense sobre suas atitudes com seu parceiro, e peça o mesmo a ele. Nada que uma boa conversa e esforço, resolva. Espero ter ajudado. Um abraço!

Franciele Miloch

Vamos falar sobre o amor

È. Acho que não era mesmo para ser.

Mas ainda está sendo.

Viver em relacionamento onde coisas acontecem, pessoas choram, discutem, se sentem inferiores e mais piores do que eram é bem ruim. Eu amo, ele me ama. Tudo isso é muito difícil. Viver em um caso em que amar é a coisa mais difícil de lidar, é totalmente diferente.

Amar alguém, não é só amar. È tolerar, é reconhecer os erros sem que o outro reconheça, é se odiar por algo que não devia, é se enroscar, esta é a verdade. È um túnel sem fim, ele não acaba, e também não começa. Quando começa, é so o “sim” de alguém para afirmar a união. Mas a partir daí, começa a realidade.

O defeito de Deus para os humanos, é nos dar defeitos. As vezes toleráveis, as vezes piores demais para serem toleráveis. À casos de morte, a casos de muita dor. Machucar alguém custa caro. Ser machucado é pior ainda. O amor é complicado.

Encontrar respostas para as coisas é em vão. Não existe respostas para muitas coisas. Como por exemplo, quem está errado. Quase nunca ninguém está errado. Na verdade, será que existe o errado? Se existisse, acho que as coisas seriam mais fáceis de serem resolvidas. Alguns achariam injusto. Mas não é injusto, é só o certo.

No entanto, descobri que falar de amor é em vão. O amor é muito simples, para ser tão discutido. Ele é isso, isso o que você sente. E ao mesmo tempo, tudo o que acontece em volta dele. Ele machuca  também. E isto também é o amor. Amar não é só “amar”. Quando o lado “feio” do amor aparece, é  tão intenso quanto o lado “bonito”.

Foi isso que eu aprendi sobre o amor.

5 erros que as pessoas cometem na hora de escrever

 https://66.media.tumblr.com/e0827543bbe235a6f06411b4323ad7b9/tumblr_o0rwkukbAE1rl3tl1o1_500.gif

Oi!                                      ~ ~ ~

Escrevi estas dicas para você que sente que comentem alguns errinhos na hora de escrever, ou que nem percebe, mas que anda obstruindo o decorrer da escrita, causando bloqueios. Bem, não é difícil. Na verdade são coisas bem simples que serão fáceis de se identificar, então vamos lá!

1- Não se preocupe com o estilo:

Quando eu decidi treinar diariamente minha escrita, eu percebi que eu estava cometendo um erro gigantesco. Quando me livrei dele, minha escrita pode-se dizer que melhorou 90%. Se preocupar com o estilo de sua forma de se expressar é um erro. A dica é: ESCREVE LOGO DE UMA VEZ! Sem se preocupar com linguajar, vírgulas, pontos de exclamação, quantas linhas deve ter o parágrafo, o tamanho do meu texto, colocar titulo, subtítulo.. enfim! Esqueça tudo isso. Escreva, e depois, analise seu texto, e vá fazendo as reparações.

2- Não forçe a inspiração:

Um erro bobo, mas que muitas pessoas fazem. Tentar escrever quando não é o momento, e isto traz problemas para o seu texto. Ele não fica tão bom quanto. Escrever em momentos que você está bem consigo mesma, um ambiente adequado é fundamental. Se você não se sente escrevendo com visitas em casa, no ônibus, ou com algum barulho especifico, então não force! Mesmo que seja muito necessário. Pois é certeza que seu texto não ira sair tão bom quando deveria.

3- Não existe escritor melhor que você.

Escrever se colocando no último patamar dos escritores, é aterrorizante. Saiba que o modo que você escreve não é o mais importante. Mas sim, o que você escreve. Um enredo, uma boa historia, um bom texto, faz o seu sucesso. E não como você escreveu, mesmo que isto tenha importância sim,  mas não é o mais importante.

4- Não tenha vergonha, mostre para o mundo!

Esconder suas escrituras na gaveta ou na pasta do computador é uma idiotice. Pessoas iram amar e odiar o seu trabalho, isso é normal. Mas saiba que com certeza, alguém ira amar! Se livrar desta presa, que não deixa você expor seu trabalho é difícil. Mas o primeiro passo, é criar um blog, uma pagina, qualquer coisa na internet, ou mostrar para alguém. Eu confesso que eu nunca mostrei para ninguém, apenas na internet. E foi um passo que a cada dia que passa transforma minha vida.

5-Escreva tudo o que tem vontade.

Um dos erros que mais me preocupa, é quando alguém se limita a alguma coisa. Encontrar o que você mais gosta de escrever, é só escrevendo. Escreva de tudo, poesia, cronica, textos, auto ajuda, dicas, teatro, etc.. Só assim, você ira descobrir o seu estilo. Irá chega o momento em que você dirá: eu me achei!

Bom, espero que tenho ajudado em alguma coisa. Não esqueçam de seguir o blog, ou curtir a nossa pagina  Um grande abraço!

linha

Foi o fim

tumblr_nyanzqaSum1uzjthio1_500

Está noite eu sonhei que você voltou. Você estava muito lindo, muito, muito lindo, e perfeito. Pegou pelas minhas mãos e me levou no aconchego da grama. Me abraçou e me pediu que ficasse calma. Começou a pedir desculpas, pelo o que eu nunca havia esquecido. Não deu certo, mas também, eu achava que um dia daria. Eu não conseguia deixa-lo de ama-lo. Não foi só amor, foi muito mais que isso, foi amizade, foi companheirismo, lealdade.

Sim, eu menti. Menti pra todos que terminamos porque ele havia me traído. Mentira, terminamos porque eu não sabia exatamente nem porque estávamos namorando. Éramos tão novos e bobos. Nem sabíamos o que era o amor. E agora, estávamos lá, no sonho, tentando consertar algo que eu já esperava a muito tempo. Você de volta. Você de volta para recomeçar.

Mas então você começou a pedir desculpas e depois me beijou. Eu entendi, o grande erro que estava acontecendo, eu me afastei, pedi para parar. Não era certo, mas também não tive culpa. Por um momento, esqueci que estava casada. Já havia se passado anos, e a nossa relação ainda não tinha se solucionado. O nosso caso, a nossa história precisava de um fim, e consegui por um fim nela, percebi que havia chegado o momento.

Então, eu disse realmente o que eu já devia ter dito antes. Acabou. O fim já havia começado. Não havia mais nós, só havia o passado, e é lá que nossa história teria que ficar. Foi bom tê-lo conhecido, e finalmente, o sonho me mostrou o que realmente eu precisava perceber, não tem mais o  que lamentar, tenho que colocar um ponto final nisso tudo.

Ele ficou assustado. Não sei exatamente por quando tempo eu pensei,  que eu iria voltar para ele, que precisava conversar, precisa terminar com meu casamento e voltar para ele. Mas não, eu acordei e percebi que tudo iria em vão. Só seria voltar a fita no passado. Pedi desculpas, me levantei e fui embora, apenas repeti: acabou.

Desejados mês de fevereiro+ alguns lançamentos

Ola, querido leitor. Aqui está mais uma lista, triste, infeliz e sofredora de alguém que não pode comprar tantos livros assim, haha. Mas em questão de segundos, eu estou muito ansiosa por estes livros. Infelizmente minha cota de compras neste mês já faliu, haha, mas com certeza se for para mim comprar, vai ser algum destes ai!

 

 

Estou muito ansiosa pelo Depois do que aconteceu, porque no Wattpad está fazendo muito sucesso. Mas confesso, aquele site está me dando uma surra. Não consegui abrir a história, será que tiraram do ar porque lançaram livro físico? O Reino Secreto emundo das vozes silenciadas eu quero ler porque eu estou com eles aqui em casa, o primeiro livro, As vozes que não se calam, que ainda não li, mas já dei uma olhadinha então também já estou doida por estes dois lançamentos maravilhosos ai.

58 listas (33 úteis e 25 nem tão úteis assim), quem não se apaixonaria por um titulo destes mais esta capa, maravilhosa? Eu já vou dizendo logo, eu sou fascinada por capas. Eu sei, que levar o livro pela capa não é uma boa – até porque já aconteceu de eu ler um livro que a capa era linda e o conteúdo não tão bom assim – mas eu ainda confesso que cometo esse erro, e acho que é impossível de algum dia eu me desfazer disso. Além do mais, este livro é um lançamento, e não conheço a autora. Uma vida no escuro, é a historia de uma mulher que após alguma circunstância começou a sentir uma grave sensibilidade a qualquer fonte de luz, o que drasticamente vai atrapalhar a sua vida pessoal, tanto profissional.  Simon vs. a agenda Homo Sapiens, preciso dizer algo da capa deste também? haha. Basicamente é a historia de um menino gay, que sente por isso, sair ou não do armário. Adoro historias assim.

A arte do descaso, quatro homens que assaltam um museu e roubam peças preciosas que valem muito dinheiro. Acho piada este tipo de livro, por isso gosto de ler, onde no entanto no fim da historia, normalmente aprendem alguma coisa. Sucos verdes, bebidas que eu amo! Como eu também trabalho com verduras, escuto muito falar destes sucos, tenho muitos clientes que falam que consomem, e quando eu vi esse livro eu lembrei na hora. De tanto as pessoas falarem, tomei liberdade de conhecer um pouco melhor sobre eles. Quero adquirir e breve. Eu e outras poesias uma indicação de uma professora que senti uma afeição muito grande. Escreve sobre sofrimento, verdade e melancolia.

Exorcismo, quem diria que eu me interessaria por livros deste tipo? Me interessei quando as palavrinhas diziam “inspirado em historia real” na sinopse do livro, aiai! Que medo. Assim eu gosto <3′ Depois a louca sou eu, esse titulo é pra acaba! E a escritora? Tati bernardi <3′ O tema do livro? Ansiedade de forma bem humorada. Como não entrar nesta lista de desejados + lançamentos? Louca estou ficando eu. Freud, Histeria.mais um livro do Freud, sobre Histeria, isto é, nome que se dá a doenças mentais da época. No livro segundo a sinopse, ele relata os estudos quem fez em cima de alguns pacientes. Até quem em fim, aplica o seu próprio método. O livro acredito que não é lançamento, mas é uma edição nova que a Campainha das letras lançou.

È isto meus queridos. Uma ótima semana a todos!

 

 

Singelo agradecimento 

  

Você parece entusiasmado, enquanto conversavam na hora do almoço. Sobre o que estavam falando? Era por isso que ela te esperava impaciente? Eu não entendo. Depois disto, você fingiu que eu não estava ali. Eu observava e parecia difícil perceber isso. O papo então estava bom, ela só olhava, quase não ria ou sorria, apenas observava o seu rosto quando você contava alguma coisa engraçada. 

Você se gabava. Mostrou a tatuagem nova que fez e os novos livros que ganhou. Ela só te olhava e às vezes passava a mão no cabelo. Ela percebeu a sua forma. Disse alguma coisa. Parecia: e o que aconteceu? Porque você decidiu falar ainda mais e agora ainda mais entusiasmado. Percebo algumas palavras novamente: medo? Estou cansado! e acho que amanhã estou livre! 

Depois eles dividiram o guarda chuva e saíram andando no meio do aguaceiro. Desistiram de esperar a chuva passar. No fim, quase quando não mas eu os observava, ele a abraçou pela cintura lhe aproximando mais.

E então, eu fiquei pensando. Até onde aquilo poderia nos levar. Talvez para ele, já passou, já foi esquecido. E pelo que entendi, nem mesmo minha presença faz alguma diferença. Mas, nem ao menos ele parou para pensar que talvez em mim ainda não foi esquecido. Tenho certeza que ele sabia que eu estava ali, mas mesmo assim ele continuou, não se importou com o que eu sentia.

Não deveria ser diferente. Pois em todo tempo que passamos juntos, foi quase a mesmas coisa. E a partir daí, eu me toquei, eu era apenas um mero objeto, aquele, quer serve para alguma coisa. Para achar ele incrível, inteligente e engraçado. 

E coitada. Vai cair na mesma silada.

Ah, já ia esquecendo. Obrigada agora por me fazer entender.

Aliviar a dor

409b1c92596d148801b54f6c3b195209

Ele gritou tão alto que passei vergonha, não sei se alguém reparou, na verdade, não queria acreditar que alguém pode ouvir e presenciar a situação tão absurda. Que pena. Me senti uma idiota, e me sinto ainda. Ele gritou tão alto, mas tão alto, que eu apenas o ignorei. Ele queria que eu voltasse e fizéssemos ás pazes.  Ou não, talvez só estava com medo, de no fim nunca mais me ver, e, consequentemente acabar tudo por ali.

Eu olhei para ele. Confesso não conseguir dizer em palavras o que aquela imagem de me fez sentir. Dó, amor, confusão. Queria pular nos braços dele e jurar que nunca mais iríamos brigar daquela maneira, mas eu não sabia o certo o que pensar. Tinha medo dele me ignorar, a dor da ignorância seria pior que aquela. Então, apenas respirei fundo e voltei para trás, o grito da sua vez fez meu coração pulsar e minha mente pensar um pouquinho com sã consciência.

Então, eu fui até ele e passei por seu rosto confuso e fui lavar o rosto, exterminar toda a raiva e aliviar a quentura do rosto ardente. Ele não me seguiu, talvez aliviado, ou não. Sentei em um banco. Esperei as pernas pararem de tremer. Juro, não gosto de lembrar disto. A única coisa que me faz lembrar  agora, é: porque a gente faz isto?

Depois disto, pensei em desistir de tudo. Tal coisa faz nos sentir tão mal e ao mesmo tempo, nós, precisamos tanto dela. Eis, a alegria do maior dia, da nossa maior vida. O grande amor que encontra. E, em um determinado momento acontece certas coisas, desanimadoras, insustentáveis. È inútil! E tudo isso para quê?

Pois, naquela noite eu precisava descansar. No carro, ele me abraçou, conversamos civilizadamente, e no eu consciente, juramos para nós mesmos não repetir a situação, como ocorria nas vezes passadas. Triste dizer que, nem sempre a gente consegue fazer o que planeja.

Mais tarde, não resisti não fechar os olhos e aliviar o estresse da dor e da confusão. Me deitei e deixei os olhos responderem. Não queria fazer amor naquela noite, assim como evitei, pois grande parte do meu corpo parecia destruído. Então eu me entreguei ao sono e ao um bom livro. Precisava aliviar a dor.

 

Não dá pra não aprender assim

Ela estava perdida. Só sabia gritar e sabia também que mais tarde se arrependeria. Mas ela só sabia gritar. O quanto gritava não adiantava em nada, porque o som  da música abafava o seu som. As pessoas não incomodam com a sua presença nem com a sua expressão de desesperadora e incrédula. Gritou mais algumas vezes. Agora duas garotas com latinhas de alguma bebida não identificada na mão olharam para ela sem compreender, uma disse alguma coisa e foram ao lado oposto da pista. O cantor dizia uma salva de palmas ao Henrique Luan, e todos aplaudiam após uma longa dança de uma música vazia e barulhenta demais para ela.

Não imaginava que a noite seria assim, porque se soubesse agora estaria vestida em seu pijama preferido com desenhos de carneirinho e estava dormindo, ouvindo á musica hey mama, pela décima vez naquele dia. Não saberia o tão quanto á vida poderia ser cruel e trazendo surpresas de vez em quando, mas agora se perguntava se a vida traria surpresas sempre, porque sim, não sabe se suportaria. Nos últimos dias a vida vem lhe trazendo surpresas uma atrás a outra, e desesperada, acredita que Deus está lhe fazendo testes pesados até aonde suporta. Mas ela sabe o que fazer. Sabe que mesmo o quando pesado possa ser, ela suporta, não sabe se inteiramente ilesa, mas suporta.

Além disso também sabe que é tudo fantasia. Ela é adolescente. Sabe que isso passa. Vê sua mãe. Bem mais interessada e responsável que ela, pelo menos neste momento. Agora ela deve estar dormindo, ou talvez  chorando, por este mês estar fazendo quatro anos que meu pai foi embora. Ela talvez já tenha superado, mas eu não tenho certeza. Hoje de manhã ela estava comendo cupcakes de chocolate e morango, o que ela só faz quando acorda triste. Então acho que eu tenho certeza sim que ela não superou.

Gritei mais uma vez. Algumas bem perto dos ouvidos das pessoas para que me escutassem, mas elas só se curvavam como se fosse um assalto, e caminhavam para longe. Ninguém queria me ajudar. Olhei as horas, quinze pra meia noite, minha já estaria preocupada. Pensei em ligar para ela, mas eu tenho que arcar com as consequências, já sou grandinha para isso, além do mais, não quero mais trazer problemas para ela.

Então eu liguei para Jessie, minha melhor amiga. Não sei porque eu não convidei ela para esta festa, fui idiota, não só por não te lá convidado, mas nem ao menos para dizer á ela que queria, ela não ficaria chateada, mas ficaria alerta á possíveis urgências. A primeira ligação deu caixa postal, liguei de novo. No terceiro toque ela atendeu. “O que houve? ‘perguntou ela com voz sonolenta.

‘”Preciso da sua ajuda!” gritei mais alto que a musica. “Venha me buscar?”

“Porque? Aonde você está?”

“John me deixou aqui, foi embora, no bairro vila verde”