5 pontos negativos dos cursinhos online

14054790_923790417730170_698633720_n

Olá!

O processo de vestibulando não é nada fácil . Estudar, fazer exercícios, assistir aulas, e muitas outras coisas que cada aluno faz de determinada maneira. A forma de fazer o seu cursinho também é uma escolha. Nunca se ouviu falar em Cursinho online, e nunca se imaginou que a pratica tradicional da sala de aula poderia mudar tanto. Hoje existem cursinhos online, e até faculdade via internet. Mesmo que muitos desprezem, julgam qualquer curso online de uma forma de estudar inferior, onde os alunos aprendem menos e tem mais dificuldades, a realidade é totalmente outra.

A minha experiencia com cursos online me faz aprender muito sobre eles e encontrei ponto muito positivos que o curso presencial não tem. Eu comecei a procurar este tipo de curso por causa da minha localidade. Eu moro no sitio, e para locomoção torna as coisas ruins. Além disso, devido á meu “desprezo” pela cidade, eu ainda prefiro estudar em casa, no ar livro e até mesmo embaixo de uma arvore. Por isso, vou citar primeiramente neste post, os pontos negativos dos cursos online:

PONTOS NEGATIVOS

1- Contato físico

Há muitas maneiras de se fazer amigos, e uma delas são os cursos presenciais e na escola, ou seja, em uma sala de aula. Este foi um dos fatores que senti falta nos cursinhos online. Mesmo que você conheça algumas pessoas, troque conversas e numero de telefone, á uma grande possibilidade desta pessoa morar longe. O contato físico faz falta com certeza.

2- Atendimento

O atendimento em um curso online pode ser ótimo, ou muito ruim. A minha experiencia no cursinho Descomplica não foi tão boa. Muitas vezes eles demoravam dias para me responder, e o que mais me irritava, era quando eles respondiam e fechavam o fórum, como se já estivesse tudo selecionado, o que quase sempre, não estava. E o que fazer nestas horas? Basicamente nada. A não ser que você more no Rio de Janeiro, onde é a Sede do cursinho. Fora isto, não tem outra forma de contato , nem telefone. Acho que este é um ponto que vai depender da instituição de onde você estuda. Mas saiba que a internet e o telefone sempre serão as únicas formas de atendimento.

3- Internet

Quando eu assinei o cursinho online, eu tinha em mente que a velocidade da minha internet seria o bastante. Porém, as vezes quando assisto aulas ao vivo ou estou nas monitorias, dá uma travada ou a imagem fica um pouco ruim. Não é impossível, ainda dá para assinar. Mas dependendo da hora ou do dia, você poderá ter um pouco de dificuldade de acordo com sua internet. Além disso, a internet pode cair, deixando você totalmente fora do ar.

4- Impressão

Para quem consegue e não se sente nem um pouco incomodado com os exercícios ou textos de apoio disponíveis na tela de um computador, este ponto não é um problema. Já no meu caso, que gosto de sublinhar os textos, fazer exercícios em uma folha de papel, será sim um problema. Muitas vezes eu tive que ir em uma loja de impressão e imprimir principalmente os exercícios. O que diferente acontece nos cursinhos presenciais, que geralmente é disponibilizado.

5- Apostilas de estudo

Normalmente os cursinhos presenciais disponibilizam apostilas de estudos. Eu vejo muitas pessoas reclamarem e perguntarem sobre as apostilas no cursinho online, porém eles não tem. Mas para recompensar, o descomplica tem um blog, na qual postam mapas mentais, resumo sobre os conteúdos e exercícios comentados, muito úteis.

Espero que tenham gostado. Tomara que estes pontos negativos não te deixe triste, faça você desistir e sair correndo de um cursinho online. Nada disso! No próximo post, eu irei escrever os pontos positivos. Acredite, são muitos!

Um abraço!

linha

Leia também: O segredo do vestibular: esforço, sorte e disciplina.
3 dicas para não se desesperar diante dos livros de vestibular
Resumo do livro NEGRINHA de Monteiro Lobato, para vestibular de forma simples e clara {parte 1}
Anúncios

Cartas de amor #5

wpid-faa402d351412a747d7c44222b7ba29c.jpg

Meu anjo,

Como você está? Fiquei tão feliz e triste ao mesmo tempo com a sua carta! Você me fez pensar muitas coisas, e realmente, você tem razão. Estou sendo estúpido absorvendo toda esta culpa á mim, tudo o que minha mãe anda me dizendo. Você, estou preocupado. Achei que problemas de mentira é uma vergonha para mim de ser assumidas, mas você não teve medo, você diz, eu me sinto envergonhando, me desculpe.

Não quero que você se sinta assim. Tem alguma coisa pelo o que eu posso fazer? Queria estar ai para te levar para algum lugar, bem longe, aonde a gente não pudesse “ouvir” coisas pelos quais as pessoas que mais amamos nos diz. Parece errado, mas não é. Se eu absorvesse tudo o que minha mãe diz, basicamente eu estaria louco.

Amor, vamos fugir? Eu juro. Estou doente, gastrite, e como você sabe o meu salário aqui como jardineiro não é grandes coisas. Eu iria busca-la, para onde você iria comigo? Eu gostaria de ir para Holanda, um dia destes eu estava assistindo a televisão e vi uma reportagem a respeito. Eu poderia leva-la para lá se quisesse….

Lá tem tulipas vermelhas, podemos morar em um condomínio simples, e longe dos problemas, poderíamos construir uma vida juntos. Sem devaneios, apenas pedras no caminho, aquelas que a gente tira do trajeto juntos.

Esta história, dos seus pais, eu lamento. Tenho certeza que sua mãe absorve tudo isso tanto quanto você, ela apenas diminui a intensidade das coisas, e tenta transforma-las em algo bom. Mas sabemos que isso não é possível anjo, não é mesmo? Não sei se eu ficaria confortável aqui sabendo que você irá morar sozinha. Tenho medo, aí em São Paulo acho as coisas muito perigosas. As coisas são diferentes, e pelas coisas que eu vejo na televisão eu fico aterrorizado com esta ideia, onde tudo cresce muito rápido.

Uma das fotos que estou te mandando junto é minha mãe e meu pai juntos quanto eu tinha treze anos. Quem está batendo a foto sou eu, e pelo o que me lembro, este riacho era próximo a minha casa nas proximidades da estrada. Eu encontrei ela no lixo de casa, não sei porque, minha mãe adorava esta foto, também não tie a audácia de perguntar. Então pensei eu mandar para você.

A outra sou eu quando eu tinha oito anos. Era aniversário do meu avó e meu pai me colocou de castigo porque eu estorei uma bombinha perto do meu avo sem querer, por isso está minha cara de emburrado. Fiquei sentado lá até a festa acabar. Nem comi bolo.

Vai ficar tudo bem meu amor. Um dia as coisas vão se ajeitar você vai ver. Eu aguardo ansiosamente a sua carta. Te amo.

Rafael