Sobre

11236135_106043603061354_2084630397_n

Ola. Sou Franciele Miloch e tenho 20 anos. Atualmente trabalho especificamente na minha vida pessoal, escrevo o quanto me sinto bem, pretendo cursar Psicologia na universidade, e quem sabe, futuramente viver do que eu mais amo, literatura, artes, escrita. Gosto de conhecer novas pessoas, admira-las por seus defeitos e orgulhos. Adoro pessoas inteligentes, que raciocinam por si próprias, livres da alienação. Moro em Maringá/Pr, perdida em Minas Gerais. Minhas redes sociais: Facebook Instagram Twitter.

Sobre o blog:

Há uns dez anos atrás, por acaso, meu irmão me levou pela primeira vez em uma biblioteca municipal. Ele ia fazer alguma coisa, que eu não me lembro o que, e eu pela primeira vez na vida vi blocos de papeis, grossos outros finos organizados em uma prateleira. Pedi para meu irmão, se eu pudesse pegar um emprestado, e então, meu primeiro livro locado em uma biblioteca publica foi Amigas inseparáveis, da Erica Spindler. Me lembro exatamente, pois o livro que despertou minha paixão pela leitura, e pela escrita. Me lembro do assassinato, do suspense da história, e até mesmo, do desfecho final. No entanto, não foi meu primeiro livro que já li. Na escola, eu já havia livro outros, mas, este em especial me fez despertar tão grande paixão por esse mundo infinito de ideias. A partir deste dia, comecei a ler frequentemente, e após algum tempo, comecei a escrever poemas, e em uma única vez uma historia comprida. . E então, acompanhando escritores, blogueiras aqui na internet, redescobri e percebi que eu também poderia fazer o mesmo. Expor minhas ideias, minha arte, e além disso, meus devaneios, minhas confusões internas, meus defeitos. Nunca criei o blog para conquistar algo, mas sim para me satisfazer de alguma maneira, percebendo então que só a mim, mas que faz bem  para muita gente. Escrever, ler, expor, mostrar mais e além do que podemos ser capazes.

Este é o meu mundo.

Seja Bem vindos!

2 comentários em “Sobre”

  1. O meu primeiro livro, não lembro o nome agora, foi me dado pelo meu pai em 1967, do Pato Donald, capa cinza, dura, e meu pai deixou uma nota para mim no começo do livro, e no fim do mesmo, ele, a lápis, acrescentou meu nome aos dos personagens do livro pelas férias que se aproximavam.
    Há muito tempo eu encontrei o livro, e reproduzi em meu blog, acho, do Blogger, de repente escreva ou compartilha, ou repita o post, se eu o encontrar, em meu blog atual.
    Daria um bom post!
    Também procurei a lista de livros que eu não consegui ler em minha vida, e acho que o livro que mais me chamou a atenção por não ter conseguido ler, eu dei, e nem pela internet consegui encontrá-lo, o título, mas acho que hoje eu teria conseguido ler, não sei.
    Beijos, Mauro

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s