Não precisa gritar, menina!

8b27f7033ce271dae34e2be5d5c34e4c

Não é toda noite que eu preciso fazer estas reflexões, mas eu tenho meus porens, então eu preciso, eu devo. No mar das duvidas, talvez devesse ser mesmo assim. Não precisa gritar, muitos menos fazer disso uma de suas manias. Muitas vezes isto não é mesmo assim. Mas dá pra segurar, há da sim. Possa ser que isto seja um pouco mais fácil para você, para mim foi uma tortura, ignorar o que o nosso próprio corpo pede para fazer. No entanto, se lembra que  o corpo é teu. Que afirmação idiota, como não seria? Então, você consegue entender isto. È claro que consegue.

Quem nunca gritou com a mãe, quando ela menos precisava falar. Quem nunca brigou com o cachorro, quando este fez xixi ou coco no lugar inapropriado. Quem nunca gritou para o mundo que ama alguém, com medo de dizer pessoalmente para este alguém. Quem nunca chorou de raiva, e jogou no chão a papelada mais próxima seguida de um grito. Quem nunca brigou com o namorado, dizendo coisas que não deveria em voz alta e logo se arrependeria. Quem nunca em vez de dizer eu te amo, para alguém que ama, e disse eu te odeio, quando este fez exatamente algo extremamente errado.

Quem nunca.

Eu nunca soube de certo calcular as nocivas reações químicas ou físicas, que se misturão em um emaranhar de novelos dentro de nós, quando queremos gritar. Falar alto com alguém, é extremamente pouco sútil e que causa mal estar. Eu sou assim, todo mundo é assim, quem não é assim?

 

Anúncios

Amor a além de mares, e de imagens

4e61df0b2d311e5534e873598e8f0d55
Texto – amor

Você não sabe, eu detesto escovar á língua, sempre deixo um cantinho das unhas dos pés sem cortar, e no fim de semana passada, comi mais chocolate e refrigerante do que deveria. Você me espera, eu te espero, e isso já faz muito tempo. Em cima de um avião, você não sabe o que eu sinto, o que estou fazendo antes de dormir e quais as minhas lojas preferidas que visito. Eu sei o que você esta fazendo. Está  salvando pessoas no mar, procurando perdidos, ou tentando encontrar qualquer vestígios de alguma tragedia.

Porém, nos já sabemos algumas coisas. Como por exemplo que trabalho em um blog, e que no dia que nos conhecêssemos naquela viagem, você estava maravilhosamente de ferias, mas quando você colocou seu uniforme de trabalho, você estava ainda mais maravilhosamente indo trabalhar. E eu me senti segura. Não porque eu sabia que eu teria alguém para cuidar de mim. Mas me senti segura porque eu encontrei alguém, e que eu sabia também que este alguém, sabia o que eu queria, e preencheu o espaço que só faltava ser preenchido por ele.

Foi assim, que depois de tudo isso que aconteceu, constantemente você me envia cartas, mensagens do Whatszapp e emails quando está mais longe e não pode falar. Quando quis dizer mais coisas, que em uma mensagem de Whatss não cabia, disse coisas como desabafos, e por meio delas, me senti como se estivesse crescido ao seu lado. Descobri algumas de suas fraquezas como o medo de cobras no rio e de perder coisas que guarda fielmente em uma casinha em Salvador. Eu acredito em você, e com tudo isso, construo sua imagem nos meus pensamentos, em todas as manhãs.

Não sei se isso algum dia, vai dar em alguma coisa, mesmo que você continue dizendo que já é alguma coisa. Mas eu não te vejo, não te toco, não sinto sua respiração de manhã. Tudo isso me torna frágil, e insegura. Me desculpe se estou sendo irreal, mas no calendário, tem data de aproximação, e eu temo que ela chegue mais rápido, do que está previsto.

Não que de certa forma, seja difícil de você entender. Até porque eu sei, que você sente o mesmo. Não dá para tolerar, palavras. Um amor não vive de palavras, mesmo que se tente. Eu preciso de muita coisa, e você também. Viver do lado de alguém que se ama, é como ter alguém para amar. Caso contrário, preciso continuar acordando, e imaginar sua imagem e suas qualidades, atrás de suas cartas, no meu pensamento.

 

Como lidar com pessoas ciumentas

Olá!

Há muitas coisas que as pessoas não compreendem. Eu já vi muitos casais juntos que vivem constantemente em um relacionado rodeado de ciumes, e eu me perguntava: como conseguem viver de tal maneira? Até o momento em que eu tive que lidar com isto. Durante muito tempo eu vivi em um relacionamento rodeado também de ciumes e por incrível que pareça, as coisas melhoraram, e os ciumes praticamente quase não existe nos meus dias de hoje. Posso dizer, que o que deve persistir é o ciumes saudável, aquele que sem ele, parece que o amor é sem pé e sem cabeça, aquele que demostra que cuida e que se importa.

Escrevi algumas dicas para vocês que se sentem sufocados em um relacionamento, no qual o outro é atormentado pelo ciumes:

Ciumes é uma doença e traz muito sofrimento

Muitas pessoas não compreendem que o ciumes é uma doença, e mais que isso, dói demais! Quando a pessoa se toca, tenta se livrar dos ciumes, é um baita de um esforço tão grande, tão grande, que parece nunca dar resultado, por isso é um processo lento e gradual. Porém, o que mais acontece é que as pessoas não enxergam isto e trata o ciumento como “louco”, e é aí que as coisas se tornam um rio de brigas e desavenças. O mais importante é você perceber que o ciumes não é coisa de louco. È algo doentio e muito sofrido. Ajude o outro a entender isto também e esclareça isto para você e para seu companheiro que existe tratamento e cura.

Não torne a briga de ciumes algo pior

O que o ciumento mais gosta de fazer é brigar, então, não de trela para a briga. Muitas vezes as brigas não fazem muito sentido, no qual o ciumento gosta de “exagerar” em alguns pontos, onde não era necessário. Ou seja, não coloque lenha na fogueira. Parece ser muito difícil, mas simplesmente ignore, ou só a escute e se defenda, sem deixar as coisas piores.

Tente ao máximo não dar motivos para o ciumes

È uma das maneiras que você pode ajudar o outro a se livrar do ciumes. Existe algumas coisas que podem ser feitas, como apagar alguma conversa no whattszap que poderá causar ciumes, falar com outras garotas ou com o que causa ciumes nela, na frente dela, ou seja, não é proibir totalmente de você fazer algumas coisas, só é evitar, principalmente quando ela está perto, até que ela consiga se livrar totalmente do ciumes excessivo.

Prove que o ciumes do outro é desnecessário

Uma das coisas que o ciumento mais faz quando está na luta para se livrar do ciumes é: pensar em coisas que provam para si mesma que o seu ciumes é desnecessário. Ela pensa nos presentes de aniversario, das flores, dos carinhos e das palavras carinhosas. Pensando nestas coisas, o ciumes fica mais tranquilo, e muitas vezes o tormento da ciumenta desaparece por um momento. Então faça mais coisas assim, prove que você a ama de verdade é que não á motivos para tanto ciumes.

Espero que tenham gostado. Ate a próxima!

Franciele Miloch {maragutanga.wordpress.com}

As criticas ás pessoas da internet, questões de opiniões

14958625_989776987798179_599226783_n

As opiniões das pessoas, cruzam-se entre si como um emaranhado de teias de aranha. As criticas ás pessoas da internet, o cuspe da Viih tube, até onde tudo isso vai parar.

Definitivamente, não se escolhe muito os fatos. As pessoas, vêem se tornando detalhes, que muitas vezes fazem dela, problemas maiores, mesmo que de certa forma não signifique nada. O cuspe da Viih Tube no gato, o garoto que condena outras pessoas pela cor, pelo sexo, tudo isso, pode ser aterrorizante, criticado pelas pessoas de forma cruel e intolerante. Não se pode “passar a mão na cabeça destas pessoas”, diz quase todos. Qual o problema? O que deve ser feito?

Não dá, pra contar nos dedos, os tantos e meros detalhes bobos que as pessoas cometem, que virão debate para todo mundo. Quantas vezes dentro da minha familia, parentes e amigos, sofrem com criticas, pelo fato de terem feito algo de errado, cruel, insignificante e desnecessários para as outras pessoas. Porque que para muitos matar uma vaca para ser comida é um crime, e para outros, só é questão de cadeia alimentar?

È equivalente pensar que, para algumas pessoas “cuspir” na boca de um gato, é um problemão. E para outros, é só uma brincadeira. Como entrar em um acordo, onde pessoas pensam de determina maneira, onde na qual, juntas em um amontoado de opiniões sinceras de um mesmo grupo, se tornam um só, e defendem uma ideia até o fim. Como se, opiniões fossem/devem/exigem que sejam iguais e perfeitas. Quando será á vez, que as pessoas entenderam que pessoas, são pessoas. Não se custa, uma morte, pensar que pessoas são seres figurados do planeta terra, tão importantes quanto a hemoglobina, e que mais que um terço desta população, tendem a “preguiçar” á pensar, aceitar, opiniões alheias.

Nunca haverá um bom senso.

A minha opinião? Foi errado. Como encaixar a minha opinião, na opinião de quem aceita? Não precisa, não consta, não é necessário. Cada um tem a sua.

 

BLOG NOVO + LAYOUT NOVO + ALGO TOTALMENTE DIFERENTE PARA VOCÊS!

Olá!

Vocês devem estar se perguntando, o que está havendo? Há alguns dias eu venho publicando com menos frequência aqui no blog, e tudo isso tem um motivo. Não tem á ver com algum tipo de desanimo pelo blog. Muito pelo contrário. Quero algo á mais para ele. Aqui, é um canto que eu amo tanto, que me sinto tão bem, que quero transforma-lo em algo realmente aconchegante e perfeito para mim. Assim como, quando alguém se muda para a casa nova, e quer fazer todas as mudanças possíveis nela, para torna-la a cara do dono.

Eu pesquisei muito, e encontrei muitas maneiras de fazer isso. A primeira, será contratar uma plano de hospedagem. Consultei muitos lugares, e isto vai tornar o meu blog mais fácil de ser encontrado, e também, uma casinha nova para ele. Além disso, vou comprar um domínio. O nome do blog, Maragutanga, não será mais o mesmo. Já faz um tempo que ando insatisfeita com ele, por ser um nome que criei quando eu era criança, e parece algo bem infantil para mim. Por isso, vou mudar.

Além do mais, vai ter layout LINDO! Eu sempre sonhei com isso, um layout que fosse realmente minha cara, e do jeitinho que eu quero, feito por sob encomenda. Dentro disso, eu criei um tema para o meu blog. Eu pensei em muitas coisas, porque eu quero que meu blog seja muito a minha cara, que eu possa falar sobre tudo que eu mais amo. Por isso, o tema do meu blog não vai envolver beleza, maquiagem e coisas afins. Eu detalhei em uma lista estas coisas, e escolhi alguns tópicos que vão ser postados no novo blog:

  • Textos (claro, como sempre faço, e é o post que os leitores mais gostam)
  • Resenhas
  • Histórias/séries (está foi uma ideia que eu tive, quando eu tentei encaixar o tópico: escrever histórias – que eu amo de paixão. Então, eu pensei em escrever posts, como se fossem capítulos, de uma história que vou continuar escrevendo, todas as semanas. E quem quiser, também pode acompanhar no Wattpad)
  • Comportamento (após a minha entrada na faculdade de psicologia, quero falar mais sobre comportamento, sobre depressão, ciumes, casais, enfim. Eu já falo sobre isso aqui no blog, mas quero falar com mais integridade.)
  • Diários (Muita gente gosta dos meus diários mensais daqui do blog, onde eu escrevo tudo o que aconteceu na minha vida naquele mês, eles irão continuar.)
  • Livros (vai ter um espacinho só para os livros no novo blog, como os lançamentos, sugestões, criticas, etc. Além disso também, do meu livro, que vou publicar no Amazon)
  • Cavalos (quem lê meus resumos mensais ou me segue no instagram, sabe que eu amo cavalos e tenho três. Vou fazer posts aleatórios de vez em quando sobre isso.)
  • Natureza (o layout do meu blog, girará em torno disso: natureza. Eu moro no sítio, perto de muita natureza, animais e rios. Quero enfatizar no blog, á vida no campo. Por isso, que o tema do meu blog vai girar em torno de muita leitura, paz, por do sol, rios, cavalos, historias, e tudo o que á direito, de uma vida longe da baderna da cidade. Quero criar um lugar para as pessoas “fugirem” da vida agitada do cotidiano. Coisas simples da vida. Simples assim.)

Espero que tenham gostado. O blog ficará fora do ar, por uns dias, para que ocorra estas mudanças, espero que entendam. Mas então, me conta aí o que vocês acharam, o que mudariam e o que mais amaram. Prometo, vou contar tudo aqui no blog, e aviso quando estiver pronto.

Até.

 

 

Resenha de CADERNO DE UM AUSENTE do autor João Anzanello Carrascoza

Olá!

Como você está? Caderno de um Ausente é um livro que termino de ler e com muita alegria que trago está resenha para vocês. Após a leitura de Dias raros (resenha aqui), um livro de contos de João,  que me apaixonei perdidamente por este autor. Sabe, é muito difícil encontrar alguém que consegue escrever uma narrativa poética, tão bem como ele. Eu me sinto como se lesse um poema, em forma de parágrafos, de maneira que consigo compreender totalmente o que João quer dizer com suas palavras.

caderno_de_um_ausente_1400263313bNeste livro, João conta a história de sua filha, Bianca, desde seu nascimento até á uns 2 anos, aproximadamente. Ele escreve para ela. Como se algum dia {que aparentemente realmente acontecerá}, ela fosse ler. Ele diz muitas coisas para ela, sobre como a vida vai lhe dar boas lições, sobre o silêncio como a língua primitiva das palavras, e também  da primeira vez de Bia, e muitas outras coisas. A todo momento, João retoma a chamar por ela, como se realmente, estivesse conversando com ela, ou como se fosse uma carta, escrita especialmente e exclusivamente para Bianca.

Outra coisa fundamental neste livro e que tornou o livro ainda mais especial, foi como ele foi impresso. A sua versão mini, o tom de cor do livro, as linhas incompletas de palavras, porém completas com uma linha branca, torna o livro único. Sem dizer, que não  há parágrafos, que para mim, foi como se cada trecho seguido, travado com mais uma linha branca, fosse uma estrofe de um poema. Muitas vezes terminados com virgulas, e com trechos que não se iniciavam com letras maiúsculas. Nunca vi nada igual.

14593550_962202330555645_2100251938_n

Com certeza, que com este livro, mais o livro Dias raros que eu li, me tornei fã de João, inclusive pela sua escrita única e exclusiva, que além dos do contéudo dos seus livros, também são impressos de maneira diferente. Estou muito feliz por conhece-lo, e recomendo para você também, conhecer um pouco de seu trabalho.

Até mais.

linha

Leia também:
O sonho, não pode ser, só um sonho
Lendo histórias no Wattpad: (Des)encontros de Isabela Massadar
RESENHA: Muito mais que 5inco minutos de Kéfera Buchmann

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O sonho, não pode ser, só um sonho

14696773_967376840038194_207194909_n

Foi quando, na manhã de segunda-feira de outubro, fui realizar uma entrevista, na avenida próximo ao bosque, na qual chego trinta menos adiantado, e decido esperar no carro. Quando, a moça da recepção chama, eu e mais cinco pessoas para entrar na sala, o silêncio se torna nossa primeira companhia, até a entrada animada e simpática do palestrante. Algo me entristece, cinco pessoas e um palestrante. Pareceu animado e confiante. Começou a falar sobre o dono da empresa. Homem rico, mora em Orlando, bilionário, dono de uma grande empresa. Este, agora, prova para o seu próprio pai, o que o pai á á vinte anos atrás, descordava da escolha do filho. Deu certo, e agora o pai é orgulhoso do que o filho conquistara.

E, o emprego?

Sonhar não é o bastante, para o palestrante. Ele começa a contar sobre sua história. Entrou na empresa não querendo nada. Cresceu demais. Agora, é mais do que um simples funcionário. È dono de mais de uma filial e se orgulha disso. Pergunta para as pessoas, questiona-as, qual o seu sonho? Sonhar é uma coisa, realizar é outra, dizia ele. Viver em um sonho, e não torna-lo realidade, é só um sonho. Então, faz o possível de si para nos convencer, e parecia que para mais alguém, com muitos exemplos e histórias de vidas, que o sonho pode ser possível. Só basta realizar. Com isso, começa á dar exemplos de empreendedores que deram a volta por cima, e agora são muito bem sucedidos.

Mas, sobre o que é o emprego?

Chega ao ponto que aquele emprego, não é um emprego. È um programa. Que vai mudar minha vida. Não transformar, vai mudar, completamente. Mas antes disso, você tem que ter um sonho, e querer realiza-lo. Não é só querer ser uma coisa, e deixar a coisa acontecer sozinha. È fazer realizar, é fazer ser verdade. Então, ele diz que aquele programa, é isso. È um sonho á ser realizado ali, e agora. È como “criar” um sonho, que vai se tornar realidade. È fazer aquilo, ser tudo o que alguém queria. Ele plantou um sonho, e agora dizia, que poderia se tornar realidade. 

Mas antes, questionou quem já tinha um, para aqueles que estava ali presentes. A moça que queria ser fisioterapeuta, e depois o rapaz que queria fazer Direito, e depois a outra moça, que estava fazendo engenharia mecânica. Então, ele perguntou: é isso que você quer? Para cada uma daquelas pessoas. Parecia que sim, até certo ponto. Ele explicou que não queria aquele tipo de perfil. Queria pessoas, que construíssem carreiras ali dentro, que tivessem a total disponibilidade para o trabalho, e para a mudança “incrível” que a aquela empresa proporcionaria.

Com isso, de repente, aquele era o novo sonho das pessoas daquela sala. Todos desfizeram dos sonhos antigos. Do curso de direito, do curto de engenharia? Talvez não mais. Talvez eu queira ser um empreendedor de sucesso agora, quero ter sucesso, quero me realizar. Quando o palestrante entregou a pergunta menos esperada daquela manhã, as respostas me surpreenderam. Você acha que se encaixa neste perfil? Elas começaram a falar sobre como aquele plano de carreira seria incrível, como se esforçariam para se tornarem cada vez maiores naquela empresa. Eu olhei nos olhos deles. Não entendi. Onde parou, o sonho de estudar? Onde se foi, os seus outros sonhos? Não existiam mais, ou enganavam a si mesmos.

Quando o palestrante, me olhou e me dirigiu a pergunta, após todos darem suas respostas positivas, eu olhei para ele e não restavam duvidas da minha negação. Eu disse que entendia perfeitamente, qual o perfil que ele procurava. Porém, eu disse que não me encaixava. Como eu poderia, abrir mão de todos os meus sonhos, tudo o que eu já venho batalhando para se tornar realidade, para trabalhar em uma empresa que nunca coube nos meus planos? Não era uma área que eu amava, não era aonde eu gostaria de estar. Não era algo que eu precisava no momento. Eu só precisa de um emprego temporário, só isso.

Pareceu surpreso, é claro. Dentro de uma sala com mais cinco candidatos que lhe disseram sim, na qual, que inacreditavelmente enganando á si mesmos, desesperados pela vaga, e desesperados para convencer o pobre palestrante, capazes de desistirem dos seus sonhos, para se dedicar á aquele. Então, ele abriu a porta para mim, e eu saí. Entrei no carro, e me senti incrivelmente desconfortável.

Quem é a garota, que sabe tanto, o que quer? 

linha

Leia também:
O que os livros, podem significar na sua vida?
Ser feliz, é amar?Ser feliz, é amar?
Resumo mensal de setembro/2016

O que os livros, podem significar na sua vida?

14593550_962202330555645_2100251938_n

Mesmo que uma história não transforme sua vida, te faça refletir sobre as coisas mais banais da vida, ou te faça valorizar coisas que na qual, nunca havia percebido antes, ela pode ter feito sentido para alguém, mas ainda assim, você se lembra dela. Eu nunca consegui dizer que um livro, físico ou da internet, não me tornou uma pessoa melhor. As vezes, a história não é tão envolvente como Jogos Vorazes ou A Culpa é das estrelas. È só uma história. Assim, não tão parecida com a vida, mas por pouco muito próxima dela.

Eu gosto de pensar que vidas, podem virar histórias. Não seria algo surpreendentemente fascinante. Não é aquela que vai te fazer rir, ficar com medo ou com a adrenalina lá em cima. Vai te fazer refletir, ou sorrir, as vezes, quando perceber que aquilo parece muito com o que você vive. Você não vai estar na Europa ou EUA como muitos personagens. Mas vai estar com eles, quando eles fizerem coisas, que você imaginava ser a única que fazia.

È importante dizer que uma história, não precisa ser só, para te fazer esquecer da sua vida. Pode ser, para te fazer lembrar dela também. Não gosto de pensar que livros, são só aventuras. Como ir tomar um sorvete ou andar á cavalo. Não pode ser só te fazer bem, ou fazer te dar um alivio ou alegria imediata. Um livro de tá um alivio e uma alegria permanente. Não foi tão bom, mas também não consigo esquece-lo. Deve ter alertado algo em mim.

O que pode ser um livro para você? Te faz esquecer, ou te faz lembrar? Muitas vezes me faz esquecer, como á serie Hush, Hush, por exemplo. Outras, me fez refletir, ao ponto de nunca esquece-los, e ao extremo, vende-los ou troca-los. Há livros que mexeram com minha consciência de tal maneira, que até hoje, ao ler outro livro com os nomes dos mesmos personagens, eu me lembro. Me lembro dos lugares, e do ponto chave, o motivo por terem feito tanto estrago.

Não posso chamar de estrago. È claro que não. Posso chamar de tortura, talvez. Mas foi bom, foi bom saber que existem livros que podem te transformar. Podem fazer o que quiserem. O livro tem poder. 

linha

Leia também:
Ser feliz, é amar?
A insuficiente jornada
RESENHA: Muito mais que 5inco minutos de Kéfera Buchmann

 

Resumo mensal de setembro/2016

Olá!

Com certeza, este mês será um daqueles que no fim do ano, especificamente na virada de 2016/2017, vou refletir sobre grandes mudanças na minha vida, e como eu fui, suficientemente corajosa para encara-los de frente. Primeiro, vamos fechar nossa horta na cidade. Bem, os motivos são vários, no entanto, esta ideia surgiu este mês e já foi concretizada nesta semana. As preocupações vieram a tona: dinheiro, pagar as contas, pagar o carro, pessoas perguntando o que vamos fazer, e o pior, o desemprego. A procura desesperada por um trabalho significa um trabalho diário para procura-lo. Pesquisas na internet, SINE, ligações e entrevista. O Brasil em crise, emprego tá difícil, mas eu ainda estou aqui, acreditando que tudo vai dar certo.

14528359_958279537614591_1774912359_n

Além disso, os meus estudos para o vestibular de dezembro neste mês, caíram bastante. Não sei dizer o motivo. Talvez porque eu ainda esteja desapontada com minha reprovação do vestibular anterior, ou talvez porque eu realmente esteja muito preocupada com o trabalho. Só sei que quero voltar com tudo. Principalmente agora, neste mês de outubro, que com ele e  mais o de novembro, restam apenas dois meses para eu me adiantar, e garantir minha vaga para 2017.

Porém, eu fiquei muito feliz em saber que mudanças acontecem. Sabe, pode ser para pior, coisas difíceis acontecerão. Talvez o cartão de credito possa ficar um tempo atrasado, meus pais e outras pessoas podem ficar um pouco preocupados. Mas não importa. Porque eu não estou parada. Estou correndo atrás, á procura de emprego. Sei que quem procura, acha. Eu vou achar o que é meu, por isso, tenho a total certeza que no fim, dará tudo certo.

14341799_958279577614587_1353245723_n

Um das coisas que ando me preocupando nesta semana, é o meu peso. Eu adoro andar a cavalo, ainda mais agora que encontrei companhia para isso, porém, o meu peso não está ajudando. Eu nunca me incomodei com ele, eu gosto do meu corpo assim, meio “cheinho” e com curvas salientes {risos}, porém, o meu amor pelos cavalos necessita de um corpo ágil, leve para montar, correr e dentre outras coisas. E infelizmente, o meu não está ajudando. Por isso, algo está me incomodando. Agora me olho no espelho, e vejo que isso não me faz bem. Por isso, preocupações como esta, também, me atormentaram neste mês.

Em contra partida, coisas boas aconteceram também, muitas? Talvez não. Mas o suficiente. Como por exemplo, que minhas éguas estão prenhas. Todas. E isto me deixou muito feliz, e ansiosa pelo nascimento. Também minha avó e meus tios virão para o fim de ano aqui em casa. O que me deixa mais ansiosa ainda, porque eu quero muito que eles vêem, estou com muitas saudades.

Li: Eu li neste mês o livro Muito mais que 5inco minutos da Kéfera Buchmann(Des)encontros de Isabela Massadar, Contos Novos do Mario de Andrade {para o vestibular, para variar, mas que eu gostei muito} e por último, terminado recentemente Eu e outras poesias do Augusto dos Anjos. Eu não fiz resenhas para vocês destes dois últimos aqui no blog ainda, mas pretendo fazer em breve. Sendo livros para vestibular, eu tenho um pouco de dificuldade para resenha-los, porque são livros difíceis de compreensão, e por trás remete estudo. Mas faço o meu possível.

Curtindo: A minha companhia para cavalgadas. Eu encontrei uma vizinha, aqui perto de onde eu moro, que também tem um cavalo, e que agora, todos os sábados á tarde, fazemos nossa cavalgada, ou um simples passeio a cavalo, como preferir. È muito legal, porque conhecemos lugares novos, conversamos bastantes, e fazemos grandes trapalhadas também. Como tentar atravessar o rio, na qual nem sempre os cavalos querem ir. Foi engraçado.

14542913_958279607614584_678587591_n

Assistindo: Ainda terminando de assistir a série Heartland, que por incrível que pareça {mesmo que não muito fã de assistir filmes} estou incrivelmente apaixonada pela está serie. Tem os personagens, Amy, Ty Calleb, que agora todas as noites após o jantar, não consigo ficar sem assistir um capitulo, ao menos. Mas ao mesmo tempo ansiosa para que acabe logo {falta duas temporadas, eu acho} porque isto rouba grande parte do meu tempo para estudar. Trarei resenha para vocês depois de tudo assistido.

Feliz por: Estar criando expectativas reais na minha vida. Nunca eu estive tão convicta e certa do que eu realmente quero. Já faz um tempo que venho trabalhando isso em mim, e estou indo muito bem. A faculdade de Psicologia {porque mesmo sendo difícil de entrar, quero continuar tentando, estudando e me esforçando para isso}, os cavalos {mesmo que um pouco sofrido, como tentar montar em cavalos agitados, cuidar deles, treinar alguns, eu sinto incrivelmente apaixonada por isso} trabalho de meio período {agora sem trabalho, estou em procura de um emprego de meio período, para que eu continue estudando}. Nunca estive tão certa das minhas decisões. Percebi que estou me tornando uma pessoas mais decisiva, diferente do que eu era antes, confusa e inquieta, na qual eu não conseguia levar as coisas adiantes e queria deixar sempre as coisas para trás. Agora não, agora eu quero continuar.

linha

Leia também:
Resumo mensal: agosto/2016
Lançamentos mês de setembro/2016
Ser feliz, é amar?

 

 

 

 

 

Lançamentos mês de setembro/2016

Olá!

Como este mês passou rápido, não?  Quando vi, já era fim de mês, com mais vários lançamentos de livros para contar pra vocês. Olha, para quem gosta de ficção, vai ficar muito feliz. Tem muitos lançamentos legais de ficção. Para mim, não teve nenhum livro que eu esperava ansiosamente. Porém, tem alguns lançamentos que quero conhecer {mesmo que agora eu esteja na vibe dos livros clássicos}. Então vamos lá:

lan

Ultimamente histórias de bruxas versus bruxos estão fazendo algum sucesso. Este livro, A caçada {1}, retrata uma historia de bruxos que tentam destruir certo grupo. Parece um livro ótimo para quem gosta deste gênero. Jojo Moyes não para, não é mesmo? O seu novo livro {que parece lançar um a todo mês} é o: Nada mais a perder {2}, que basicamente conta a história de um cavaleiro, treinador de hipismo, na qual a sua vida irá haver uma grande mudança. Nem preciso falar que me interessei, né? Todos os livros que envolvem cavalos, eu amo <3′

The Beatles {3}, traz todas as letras das canções deste grupo, explorando também as origens e influencias do grupo. Para quem é fã, é uma ótima recomendação. O quarto livro Garotas normais {4}, conta a história de algumas garotas que querem construir uma vida em Nova York, porém, encontram uma poção magica, que as deixam mais bonitas, vê se pode?

No livro , A coragem de ser imperfeito {5} Brené tenta tirar alguns assuntos da caixinha fechada. Como: vulnerabilidade, medo, vergonha e imperfeição. Abordando a ideia de que ninguém precisa ter medo de ser imperfeito. Eu gostei muito deste livro, e quero ler em breve. Este livro Muito amor, por favor {6}, chamou muito minha atenção. Lembram daquele livro, O livro do amor? Então, me lembrou ele, e parece que a proposta não é muito diferente, mas especificamente, sobre o amor de relacionamentos legítimos. Incrível.

lol

Homens elegantes {7}, é a história de um escritor brasileiro, que escreve sobre soldados que são mandados para algum lugar, para alguma guerra. Neste livro, parece que é livros eróticos contrabandeados para o Brasil, bizarro né? {juro que ri quando li isso}. Quem não está viciado no jogo Pokémon Go {eu}, mas a maioria das pessoas sim, então este livro é para você, Pokémon Go de A a Z + Super Dicas {8}, a proposta é dar dicas para os jogadores.

A grana {9}, conta a história de quatro irmãos, na qual o dinheiro entra na vida deles, e muda tudo. È romance engraçado {que eu amo} e como não resistir a esta capa, linda né? O decimo livro é A maior de todas as magicas {10}, do incrível escritor James, que quase todo mundo conhece. È a história de um menino que teve uma infância difícil, mas em um belo dia entra em uma loja que uma senhora lhe ensina uma grande magica. Qual será?

Winter {11}, é um livro de crônicas da autora Marissa Meyer. São crônicas de fadas tradicionais. Nunca li nada parecido, parece legal. E por último, não mais que importante, é o livro A garota dele {12}, que lembrou muito um livro que eu escrevi, que conta a historia de dois amigos, que sofre um amor conturbado. Se você quer conhecer meu livro no watttpad {clique aqui}.

È isso, gente. Espero que tenham gostado. Me conta aí, quais vocês querem ler?

Bjs!

linha

Leia também:
Lendo histórias no Wattpad: (Des)encontros de Isabela Massadar
6 livros incriveis para você ler de graçaLançamentos mês de agosto/2016
Lançamentos mês de agosto/2016