Resumo mensal de Fevereiro/2017: Trabalho novo, nova série, li o livro da Karol Pinheiro…

d45dc532a79118a14885d746ee75acd9
Olá.

Saiba que este resumo não é um resumo qualquer. O mês de fevereiro foi definitivamente o mês que iniciou, emoldurou, o que pretende ser o meu ano de 2017. Primeiramente, acho que a vitoria mais esperada deste ano, foi o trabalho novo. Após alguns meses em casa apenas estudando e cuidando da casa eu me dei a liberdade de dizer: Chega! Eu não desisti do vestibular, é obvio que não, e falaremos mais sobre isso depois, porém, o trabalho era necessário e isto me fortaleceu ainda mais. Eu precisava de algo ocupante e que me desse a garantia e a sensação necessária que eu desejava: o de fazer alguma coisa que me rendesse no exato momento do instante. Assim aconteceu.

Além disso, me dei conta que este ano irá ser mais um ano de estudos. Não passei no vestibular de novo, e isso definitivamente me aborrece demais e amolece minhas pernas. Mas não por isso, que eu desisto do sonho de entrar na universidade. Já coloquei em minhas metas de Março: voltar a estudar firme!

Sabe, é difícil quando em um único mês tantas coisas acontecem mas que parecem que já acontecem á tanto tempo! Foi um mês de muitas reflexões e esperanças também: a perca de peso, os novos exercícios diários, a alimentação nova, o sonho de um cavalo sendo concretizado aos poucos, as novas amizades a tona, ou seja, as coisas entrando nos eixos. È claro que alguns trilhos querem sair dos trilhos retos e perfeitos, mas sempre haverá, não precisa esperar que nunca haverá os problemas

Fico feliz que os problemas para mim, são como sujeiras no sapato, após muito uso sempre voltam a ficar sujos. Assim será sempre os problemas, desaparecem por um tempo, logo surgem de novo. E não seja por isso que todas as vezes que eles aparecem, que eu vou abaixar a cabeça e chorar. Apenas o contrário, vou levantar e seguir adiante.

Li:

Fiquei feliz em dizer que li o livro da Karol Pinheiro este mês, uma das Youtubers mais dignas de sucesso que conheço. Além do mais, não é um livro de Youtuber qualquer, ela é jornalista e escrita também antes mesmo de ter o canal, é um livro genial que se encaixa muito bem no seu perfil. Me identifiquei ainda mais com ela, e ainda fiquei mais feliz por isso.

Assisti:

Mesmo que os estudos ainda não me deixem sobrar muito tempo, este mês passei bastante tempo antes de dormir assistindo a série Preson Break. Graças, que está acabando. Mas se você é fã de histórias de suspense, drama e policial é uma ótima recomendação. Mais que isso, saiu a 7 temporada da minha serie favorita: Heartland. Estou tão animada! Estou assistindo aos poucos, para que dure ainda mais.

Expectativas:

Apenas três palavras: potros das éguas! Julho vai o mês mais especial do ano, quando os potros irão nascer! Ansiosa, ansiosa, ansiosa…

Aprendi:

Não existe tempos perfeitos, pessoas perfeitas, coisas perfeitas.. Eu esperei demais para perceber que eu não preciso estar sempre esperando que as coisas sejam do meu jeito, do jeito que eu gosto ou desejo. Não adianta pensar demais. Se maltratar demais. Só deixa as coisas rolarem, talvez elas perdem á graça e não te incomodem tanto. Ainda aprendo á pensar assim, espero o mesmo das outras pessoas ao meu redor.

Tchau!

 

 

“O Natal parece que foi ontem!”

ef1bc0eae64d8de4e340cdd86ccd2c0c

Olá.

“Já se passou fevereiro!”, “O Natal parece que foi ontem.” Escutei estas expressões e outras neste mês de fevereiro. Agora a frase é: “O mês de Março ja começou, logo, já é Dezembro.” Por diversas maneiras eu tentei entender tais expressões. Será que as pessoas andam tão corridas, que não percebem ou não fazem as contagem dos dias? Será que as pessoas estão tão distraídas com crianças, festas, trabalho, estudos, que nem sentem de fato, o tempo passando? Na real, passa rápido mesmo. E esta sensação de rapidez é porque passado, é passado, e quando ele passa, parece que não existiu. E isto me intriga: porque desvalorizar tanto o passado? O passado é parte de uma construção do que somos hoje.

Esta foi uma das confusões dos meus pensamentos deste mês. Por isso criei uma pequena meta para este ano, mas que, muito grandiosa. Valorizar cada minuto dos meus dias, observar mais as horas, o que eu fiz nelas, aproveitei o quanto eu precisava? O que eu poderia ter feito nestas horas, o que eu não fiz? O que eu perdi de grande na minha vida, que eu poderia ter feito naquela hora, literalmente? Para tornar isso real, decidi escrever todos os dias, sobre ele mesmo. Talvez aqui no blog, talvez em um pedaço de papel. Quero relatar todas as horas, para que eu possa ter a noção dos meus dias passando, sem desvalorizar o que eu aprendi, fiz de bom, e qual a produtividade daquele dia.

Eu sempre me questionei que a vida, pela menos esta que me encontro agora, é única. Nunca serei outra “Franciele” de  fato, eu mesma, com estes mesmos cabelos e olhos. Posso ser outra pessoa um dia, depois da morte, quem sabe. Mas esta, jamais. Pensei em diversas maneiras de aproveitar o máximo dos meus dias, e adquirir o máximo de desejos e realizações que eu poder, enquanto eu posso. Para que um dia eu adormeça, e as únicas palavras que estarão na minha cabeça será: “Estou realizada”. 

Obrigada por ler.

Até mais.

O sonho, não pode ser, só um sonho

14696773_967376840038194_207194909_n

Foi quando, na manhã de segunda-feira de outubro, fui realizar uma entrevista, na avenida próximo ao bosque, na qual chego trinta menos adiantado, e decido esperar no carro. Quando, a moça da recepção chama, eu e mais cinco pessoas para entrar na sala, o silêncio se torna nossa primeira companhia, até a entrada animada e simpática do palestrante. Algo me entristece, cinco pessoas e um palestrante. Pareceu animado e confiante. Começou a falar sobre o dono da empresa. Homem rico, mora em Orlando, bilionário, dono de uma grande empresa. Este, agora, prova para o seu próprio pai, o que o pai á á vinte anos atrás, descordava da escolha do filho. Deu certo, e agora o pai é orgulhoso do que o filho conquistara.

E, o emprego?

Sonhar não é o bastante, para o palestrante. Ele começa a contar sobre sua história. Entrou na empresa não querendo nada. Cresceu demais. Agora, é mais do que um simples funcionário. È dono de mais de uma filial e se orgulha disso. Pergunta para as pessoas, questiona-as, qual o seu sonho? Sonhar é uma coisa, realizar é outra, dizia ele. Viver em um sonho, e não torna-lo realidade, é só um sonho. Então, faz o possível de si para nos convencer, e parecia que para mais alguém, com muitos exemplos e histórias de vidas, que o sonho pode ser possível. Só basta realizar. Com isso, começa á dar exemplos de empreendedores que deram a volta por cima, e agora são muito bem sucedidos.

Mas, sobre o que é o emprego?

Chega ao ponto que aquele emprego, não é um emprego. È um programa. Que vai mudar minha vida. Não transformar, vai mudar, completamente. Mas antes disso, você tem que ter um sonho, e querer realiza-lo. Não é só querer ser uma coisa, e deixar a coisa acontecer sozinha. È fazer realizar, é fazer ser verdade. Então, ele diz que aquele programa, é isso. È um sonho á ser realizado ali, e agora. È como “criar” um sonho, que vai se tornar realidade. È fazer aquilo, ser tudo o que alguém queria. Ele plantou um sonho, e agora dizia, que poderia se tornar realidade. 

Mas antes, questionou quem já tinha um, para aqueles que estava ali presentes. A moça que queria ser fisioterapeuta, e depois o rapaz que queria fazer Direito, e depois a outra moça, que estava fazendo engenharia mecânica. Então, ele perguntou: é isso que você quer? Para cada uma daquelas pessoas. Parecia que sim, até certo ponto. Ele explicou que não queria aquele tipo de perfil. Queria pessoas, que construíssem carreiras ali dentro, que tivessem a total disponibilidade para o trabalho, e para a mudança “incrível” que a aquela empresa proporcionaria.

Com isso, de repente, aquele era o novo sonho das pessoas daquela sala. Todos desfizeram dos sonhos antigos. Do curso de direito, do curto de engenharia? Talvez não mais. Talvez eu queira ser um empreendedor de sucesso agora, quero ter sucesso, quero me realizar. Quando o palestrante entregou a pergunta menos esperada daquela manhã, as respostas me surpreenderam. Você acha que se encaixa neste perfil? Elas começaram a falar sobre como aquele plano de carreira seria incrível, como se esforçariam para se tornarem cada vez maiores naquela empresa. Eu olhei nos olhos deles. Não entendi. Onde parou, o sonho de estudar? Onde se foi, os seus outros sonhos? Não existiam mais, ou enganavam a si mesmos.

Quando o palestrante, me olhou e me dirigiu a pergunta, após todos darem suas respostas positivas, eu olhei para ele e não restavam duvidas da minha negação. Eu disse que entendia perfeitamente, qual o perfil que ele procurava. Porém, eu disse que não me encaixava. Como eu poderia, abrir mão de todos os meus sonhos, tudo o que eu já venho batalhando para se tornar realidade, para trabalhar em uma empresa que nunca coube nos meus planos? Não era uma área que eu amava, não era aonde eu gostaria de estar. Não era algo que eu precisava no momento. Eu só precisa de um emprego temporário, só isso.

Pareceu surpreso, é claro. Dentro de uma sala com mais cinco candidatos que lhe disseram sim, na qual, que inacreditavelmente enganando á si mesmos, desesperados pela vaga, e desesperados para convencer o pobre palestrante, capazes de desistirem dos seus sonhos, para se dedicar á aquele. Então, ele abriu a porta para mim, e eu saí. Entrei no carro, e me senti incrivelmente desconfortável.

Quem é a garota, que sabe tanto, o que quer? 

linha

Leia também:
O que os livros, podem significar na sua vida?
Ser feliz, é amar?Ser feliz, é amar?
Resumo mensal de setembro/2016

Resumo mensal de setembro/2016

Olá!

Com certeza, este mês será um daqueles que no fim do ano, especificamente na virada de 2016/2017, vou refletir sobre grandes mudanças na minha vida, e como eu fui, suficientemente corajosa para encara-los de frente. Primeiro, vamos fechar nossa horta na cidade. Bem, os motivos são vários, no entanto, esta ideia surgiu este mês e já foi concretizada nesta semana. As preocupações vieram a tona: dinheiro, pagar as contas, pagar o carro, pessoas perguntando o que vamos fazer, e o pior, o desemprego. A procura desesperada por um trabalho significa um trabalho diário para procura-lo. Pesquisas na internet, SINE, ligações e entrevista. O Brasil em crise, emprego tá difícil, mas eu ainda estou aqui, acreditando que tudo vai dar certo.

14528359_958279537614591_1774912359_n

Além disso, os meus estudos para o vestibular de dezembro neste mês, caíram bastante. Não sei dizer o motivo. Talvez porque eu ainda esteja desapontada com minha reprovação do vestibular anterior, ou talvez porque eu realmente esteja muito preocupada com o trabalho. Só sei que quero voltar com tudo. Principalmente agora, neste mês de outubro, que com ele e  mais o de novembro, restam apenas dois meses para eu me adiantar, e garantir minha vaga para 2017.

Porém, eu fiquei muito feliz em saber que mudanças acontecem. Sabe, pode ser para pior, coisas difíceis acontecerão. Talvez o cartão de credito possa ficar um tempo atrasado, meus pais e outras pessoas podem ficar um pouco preocupados. Mas não importa. Porque eu não estou parada. Estou correndo atrás, á procura de emprego. Sei que quem procura, acha. Eu vou achar o que é meu, por isso, tenho a total certeza que no fim, dará tudo certo.

14341799_958279577614587_1353245723_n

Um das coisas que ando me preocupando nesta semana, é o meu peso. Eu adoro andar a cavalo, ainda mais agora que encontrei companhia para isso, porém, o meu peso não está ajudando. Eu nunca me incomodei com ele, eu gosto do meu corpo assim, meio “cheinho” e com curvas salientes {risos}, porém, o meu amor pelos cavalos necessita de um corpo ágil, leve para montar, correr e dentre outras coisas. E infelizmente, o meu não está ajudando. Por isso, algo está me incomodando. Agora me olho no espelho, e vejo que isso não me faz bem. Por isso, preocupações como esta, também, me atormentaram neste mês.

Em contra partida, coisas boas aconteceram também, muitas? Talvez não. Mas o suficiente. Como por exemplo, que minhas éguas estão prenhas. Todas. E isto me deixou muito feliz, e ansiosa pelo nascimento. Também minha avó e meus tios virão para o fim de ano aqui em casa. O que me deixa mais ansiosa ainda, porque eu quero muito que eles vêem, estou com muitas saudades.

Li: Eu li neste mês o livro Muito mais que 5inco minutos da Kéfera Buchmann(Des)encontros de Isabela Massadar, Contos Novos do Mario de Andrade {para o vestibular, para variar, mas que eu gostei muito} e por último, terminado recentemente Eu e outras poesias do Augusto dos Anjos. Eu não fiz resenhas para vocês destes dois últimos aqui no blog ainda, mas pretendo fazer em breve. Sendo livros para vestibular, eu tenho um pouco de dificuldade para resenha-los, porque são livros difíceis de compreensão, e por trás remete estudo. Mas faço o meu possível.

Curtindo: A minha companhia para cavalgadas. Eu encontrei uma vizinha, aqui perto de onde eu moro, que também tem um cavalo, e que agora, todos os sábados á tarde, fazemos nossa cavalgada, ou um simples passeio a cavalo, como preferir. È muito legal, porque conhecemos lugares novos, conversamos bastantes, e fazemos grandes trapalhadas também. Como tentar atravessar o rio, na qual nem sempre os cavalos querem ir. Foi engraçado.

14542913_958279607614584_678587591_n

Assistindo: Ainda terminando de assistir a série Heartland, que por incrível que pareça {mesmo que não muito fã de assistir filmes} estou incrivelmente apaixonada pela está serie. Tem os personagens, Amy, Ty Calleb, que agora todas as noites após o jantar, não consigo ficar sem assistir um capitulo, ao menos. Mas ao mesmo tempo ansiosa para que acabe logo {falta duas temporadas, eu acho} porque isto rouba grande parte do meu tempo para estudar. Trarei resenha para vocês depois de tudo assistido.

Feliz por: Estar criando expectativas reais na minha vida. Nunca eu estive tão convicta e certa do que eu realmente quero. Já faz um tempo que venho trabalhando isso em mim, e estou indo muito bem. A faculdade de Psicologia {porque mesmo sendo difícil de entrar, quero continuar tentando, estudando e me esforçando para isso}, os cavalos {mesmo que um pouco sofrido, como tentar montar em cavalos agitados, cuidar deles, treinar alguns, eu sinto incrivelmente apaixonada por isso} trabalho de meio período {agora sem trabalho, estou em procura de um emprego de meio período, para que eu continue estudando}. Nunca estive tão certa das minhas decisões. Percebi que estou me tornando uma pessoas mais decisiva, diferente do que eu era antes, confusa e inquieta, na qual eu não conseguia levar as coisas adiantes e queria deixar sempre as coisas para trás. Agora não, agora eu quero continuar.

linha

Leia também:
Resumo mensal: agosto/2016
Lançamentos mês de setembro/2016
Ser feliz, é amar?

 

 

 

 

 

Resumo mensal: agosto/2016

14172083_931430723632806_164705591_n

Foi mais um não. NÃO para minha vaga na universidade. Fez um ano que eu estudava para ser aprovada, e eu realmente acreditei que desta vez seria minha chance. Bem, acredito que mesmo, de verdade, que com todas as minhas forças possíveis, o próximo em Dezembro, vai dar tudo certo. Tem que dar, vai dar. Eu não posso simplesmente desacreditar que isto nunca vai acontecer. Eu não tenho pressa, e eu percebo que muita gente tem. Mas eu não. Eu gosto de esperar, eu espero. Eu sei que um dia eu estarei lá.

Eu gosto das maravilhosas coisas que acontecem de repente, que chegam de uma só vez, como se a mesma chuva trouxessem todas pela mesma churrada. Meu irmão e minha cunhada virem nos visitar em um fim de semana, e eu fiquei muito feliz. Eu fiz novos amigos, e o medico ligou para minha mãe para ela operar o joelho. Todas estas coisas eu pensei muito em quando e em que momento da minha vida aconteceriam, e aconteceram. E foram para valer.

Coisas simples assim que jamais me deixam desistir de muitas coisas. Vale a pena, sabe. Passar por alguns sofrimentos, para vir depois coisas bem melhores. Muitas vezes a recompensa é grande, assim como desta vez, que varias coisas surgiram para me deixar muito mais feliz. Com certeza não será sempre assim. Há coisas que causam muita dor, preocupação principalmente, trazendo desassossegos seguidos de milhões de pensamentos diários para atormentar desde a primeira hora da manhã. È normal, á quem diga que nunca passou por isso.

Agora o mês de setembro trará novos desafios para mim. Como neste mês eu me empolguei demais com o blog, pretendo continuar, a minha alegria em ter postado mais coisas com vocês me deixou mais satisfeita ainda com meu trabalho. Novas parcerias surgiram neste mês (com o blog BYCAROLCAMPOS) e espero que no próximo eu faça mais parcerias ainda, eu pretendo. Voltarei aos estudos, e o aniversario do meu esposo e do meu pai chegam por aí também. Eu tenho certeza que grandes coisas me surpreenderão, de novo.

14193800_931430740299471_1915235815_n

Li: Neste mês eu li muitos poucos livros. Li Dias raros, Cartas de amor aos mortos, e agora estou terminando o livro Muito mais que 5inco minutos, da Kefera. Mesmo que este foi um mês não muito corrido, eu estava muito preocupada com o resultado do vestibular, o que infelizmente, infere em muitas coisas na minha vida.

Curtindo: Estou curtindo profundamente minhas três éguas: Guaíra, Boneca e Gabi. Mas estou em um amor profundo pela Guaíra. Ando com ela todas as semanas, e a cada momento que mais passo com ela, passo a ama-la ainda mais. Por isso, neste mês de setembro quero cuidar mais dela. Pretendo comprar ração, um shampoo de qualidade e remédios, ainda mais que agora acredito ela estar gravida. O que me deixa ainda mais feliz.

14102112_931447690297776_1019011258_n

Assistindo: Uma nova seria foi descoberta pelos meus pais no Netflix, que agora não me lembro o nome. È uma seria de cavalos, de uma família que mora na fazenda e adestra os animais. Tem todo um contexto na historia, no qual a mãe morre, jovens vêem trabalhar na fazenda, e muitas coisas acontecem. Vou começar a assistir em breve, e digo o nome para vocês. Estou também sismada com os videos no Youtube. Estou seguindo muitas canais novos e gostando muito deles. Não perco nenhum video, e isto me faz tornar fã de alguns Youtubers bons pra caramba.

Feliz por: Durante muito tempo eu tentei encontrar a hora de dizer “Agora estou feliz!” mas sabe, eu entendi que ser feliz é mais do que ser feliz só agora, ou amanhã, estou sendo feliz constantemente e demorei muito para perceber isso. Descobri que felicidade pra mim é meu irmão vir me visitar, ter a família maravilhosa que eu tenho, meus animais e tudo o que faço. Eu estou muito feliz. E esto esta me deixando muito mais feliz ainda, porque eu descobri minha verdadeira felicidade.

linha

Leia também: Cabeça indelinquente {3}

Você se sente julgado diferente das outras pessoas?

5 erros que as pessoas cometem na hora de escrever

Diário da semana #2

Não é atoa que preciso dizer que nesta semana não aconteceu muitas coisas. Pois bem, como todos sabem minha vida está muito, mas muito turbulenta por, conteúdos! haha Mais e mais matérias estou engolindo á cada dia a ponto de passar no vestibular dia 14 de fevereiro. Mas eu não podia passar a diante sem dizer isso aqui para vocês. Eu não consigo de fato, deixar de expressar aquilo que eu passei, senti, abduzi desta semana. Não que seja grandeeees fatos, como vocês já estão acostumados. Mas, necessito de tal diálogo.

Bem, como já foi dito estudei muito e trabalhei de menos. Passei a maior parte do tempo sentada em uma cadeira, lendo muito, fazendo muitos resumos e assistindo vídeo aulas no Youtube. Comecei a fazer os vestibulares anteriores, e que além do mais, é uma dica para alguém que que vá fazer um vestibular. Quando você pratica isso, você acaba notando as façanhas de quem elabora as provas, tipo pegadinhas, por exemplo. E isto com certeza me fez perceber o quanto vou estar preparada para o vestibular que vou fazer. Além disto, muitas questões são parecidas, facilitando a absorção de informações. Bem, eu estou muito entusiasmada para o dia da prova, mesmo sabendo que eu não vou dar conta de ingerir todo o conteúdo que esta na demanda de conteúdos, mas, vai dar tudo certo.

Nesta semana, eu e meu marido estamos na luta de uma carro novo. Em troca do nosso, pois este não aguentará por muito tempo. Bem, isto está deixando (mais ele) angustiado e preocupado, e com isso, acho estes momentos ruins para nós. Além de ficarmos mais estressados, a ansiedade de isso se resolver logo se aumenta a cada dia.

Eu e meu marido estamos viciados na série The walking Dead. De tanto as pessoas comentarem sobre esta serie eu decidi baixar da net pra assistir. Eu não estou vendo muito, mas meu marido está super viciado e acho que ele iria terminar todas as temperadas em breve. Mesmo que eu não seja tão fã de televisão, estas séries continuas, são tão viciantes, porque não é como um filme que assisti e pronto, acabou, é algo acumulativo e super entusiasmatico.

Meu irmão veio nos visitar no fim de semana, e aparentemente está tudo bem. Eu gostaria que ele passasse mais tempo conosco, mas como, queira eu acreditar que não é possível, sinto aquela vontade de senti-lo mais próximo de nós.

O cursinho inicia na segunda feira novamente após as ferias, e confesso que senti falta daquele povinho. Dos professores e até do lanchinho. Bem, força na piruca novamente.

Eu comecei a escrever meu livro novamente, após muitos dias estudando, eu precisava relaxar um pouco, minha cabeça parecia que iria estourar. e então eu disse, vou escrever um pouco minha história. Eu não sei como chamo, haha. Livro, história? Porque acho que não vai se tornar um livro, então acho que, uma história. Mas é estranho dizer assim, não é mesmo? Vou postar no Wattpad, em breve, e mostro aqui para vocês. Ainda não tenho um titulo, e está muito difícil de escolher um, mas, se Deus quiser vai dar tudo certo, e ele quer!

Lendo:

a_interpretacao_dos_sonhos_1291570821b

Comecei a ler a interpretação dos sonhos está semana, mas não vou conseguir terminar de ler nesta ainda. Foi uma indicação de uma professora, e desde o inicio já estou apaixonada. Mesmo não conseguindo ler muito por causa dos estudos (assim como aconteceu com o livro o substituto do David) vou termina-lo com certeza porque é fascinante. A leitura é sim um pouco pesada, pois é cientifica, mas muito interessante o conteúdo em si. Falo mais na resenha, ok?

Um belíssimo besu 😘